ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Pesquisador da FMT participa de evento nacional, para discutir estratégias de combate à malária

13/06/2018 08:22:01

Pesquisadores das instituições brasileiras que são referência no tratamento a doenças infecciosas estão reunidos em evento nacional, no Rio de Janeiro, para discutir estratégias de reforço no combate à malária. Trata-se da “1ª Reunião para Discussão dos Avanços e Aceleração do Fortalecimento da Vigilância e Eliminação da Malária no Brasil”. A Fundação de Medicina Tropical Dr Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), unidade da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), é uma das instituições convidadas do evento, que começou nesta terça-feira (12/06) e segue até quinta-feira (14/06), em Petrópolis (RJ).

 

O diretor de Pesquisa da FMT-HVD, Wuelton Monteiro, está participando da reunião, que é realizada pela coordenação-geral dos Programas Nacionais de Controle e Prevenção da Malária e das Doenças Transmitidas pelos Aedes (CGPNCMD), do Ministério da Saúde (MS). Monteiro explica que o encontro é muito importante, porque pesquisadores e técnicos do MS buscarão, nesse evento, definir as principais linhas de pesquisa que precisam ser trabalhadas no futuro próximo, para diminuir a transmissão da malária no Brasil. “Isso será fundamental para ajudar a diminuir o índice de incidência da doença no Amazonas”, disse ele.

 

Depois de uma sequência de anos registrando diminuição dos casos de malária, em 2017 os índices da doença voltaram a crescer no Amazonas. “Esse, portanto, é um momento oportuno para os pesquisadores se debruçarem sobre o tema, para analisar o que tem sido feito até aqui e propor novas ações de controle”, afirmou o diretor de Pesquisa da FMT-HVD.

 

De acordo com dados da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), em 2017 foram notificados 77.619 casos de malária no Estado, crescimento de 58% em relação a 2016, quando foram notificados 49.137 casos.

 

A atual gestão da Susam, que assumiu em outubro do ano passado, reforçou as ações de combate à malária. Como parte dessas ações, em fevereiro deste ano, 21 municípios amazonenses receberam cinco embarcações de 9 metros com motor de popa de 150HP, 19 embarcações de 6 metros com motor de 40HP, além de 15 veículos tipo pick-up e 19 motocicletas, para o deslocamento às áreas de difícil acesso na região. O investimento foi de R$ 3,2 milhões, para o enfrentamento à malária.


As aquisições são referentes à parceria firmada com o MS, para o Programa de Controle da Malária e da Dengue. Foram contemplados os municípios de Alvarães, Atalaia do Norte, Barcelos, Boca do Acre, Carauari, Eirunepé, Fonte Boa, Guajará, Humaitá, Ipixuna, Itamarati, Japurá, Jutaí, Lábrea, Santa Izabel do Rio Negro, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Tefé, Uricurituba e Novo Airão.